TOKAYA_FEST_LOGOTIPO_OFICIAL_HORIZONTAL_


O TO'KAYA é o primeiro festival de cinema da Região do Sisal, no semiárido baiano.

 

O festival surge como um espaço de reinvenção imagética do território do sisal e do semi-árido baiano a partir do estímulo à produção audiovisual local e do intercâmbio com o cinema de outras regiões invisibilizadas do país, tencionando a democratização da comunicação e a descentralização do cinema.

Para além de uma janela de exibição, possui um caráter crítico e formativo, que propõe a reflexão sobre a criação e a veiculação de produções audiovisuais que rompem estigmas e valorizam saberes ancestrais ao mesmo tempo em que imaginam o futuro.

Nosso coloio de profissionais que vem desenhando e materializando esse sonho é formado por uma grande colcha de retalho cultural, que, atravessados pelas suas próprias vivências e subjetividades, se encontram no desejo de ver as produções do sisal no mundo. 
 

Nosso coloio:

WhatsApp%2520Image%25202021-05-06%2520at
WhatsApp%20Image%202021-05-06%20at%2012.
WhatsApp Image 2021-05-06 at 12.34.54 (4

 

 

Iris Brito Lopes é jornalista, fotógrafa e comunicadora popular. Iniciou seu contato com a arte e a produção cultural ainda adolescente em Conceição do Coité, na Bahia, e seu trabalho profissional junto a Povos e Comunidades Tradicionais em Sergipe, onde também despertou para a produção de narrativas insubordinadas sobre o povo preto. Ao retornar para a Região do Sisal, foca suas ações no que chama de ativismo da imagem, pesquisando e produzindo sobre o povo preto no semiárido baiano.

 

 

 

Sidjonathas Araújo é um cineasta e produtor cultural natural do município de Barrocas, no semiárido baiano. Sócio na produtora Floriô de Cinema, já dirigiu e produziu curta-metragens como "Rosa Importa" (2017), "Babá Eletrônica" (2018), "Se Essa Câmera Fosse Minha..." (2019) e "Corre" (2020). Já trabalhou no Núcleo Interdisciplinar de Cinema e Educação da Universidade Federal de Sergipe, projeto que leva oficinas de cinema e audiovisual para escolas públicas do estado Sergipe. Sidjonathas também é co-idealizador do TO'KAYA Festival de Cinema (BA) e curador do CRIAS - Cine de Rua Infantil de Sergipe (SE).

 

 

 

 

 

Ramon Coutinho, realizador audiovisual, fez parte do CUAL – Coletivo Urgente de Audiovisual. Historiador, além de ter se formado no Bacharelado Interdisciplinar de Artes com área de concentração em cinema e audiovisual na UFBA. É mestre pelo Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Pós-Cultura/UFBA) . Atua como crítico, além de dirigir, roteirizar, montar e produzir diversos curtas-metragens. Ministra oficinas na área audiovisual e desenvolve ações cineclubistas. Atualmente realiza o projeto transmídia sobre a história do cinema brasileiro "Tela em Transe".

WhatsApp Image 2021-05-06 at 12.34.54 (3

 

 

 

Keu Silva, escritora negra, agricultora, produtora cultural e educadora popular, graduada em Tecnologia em Agroecologia (UFRB). É natural de Conceição do Coité e nos últimos anos dedica-se a projetos e pesquisas ligadas a Juventudes e Mulheres Negras e Rurais, além de realizar eventos que visem à desconstrução de uma imagem historicamente estereotipada da identidade, buscando despertar para o sentimento de pertencimento, empoderamento e protagonismo desses atores e atrizes sociais.